CARACTERIZAÇÃO DENDROMÉTRICA DE CINCO ESPÉCIES FLORESTAIS NATIVAS DA CAATINGA

CARACTERIZAÇÃO DENDROMÉTRICA DE CINCO ESPÉCIES FLORESTAIS NATIVAS DA CAATINGA

Autores

  • Ramona Oliveira
  • Ana Karla Vieira da Silva
  • Felipe Gomes Batista
  • Márcia Ellen Chagas dos Santos
  • Joana Alice Galdino de Souza
  • Laíze Jorge Costa
  • Francisco Iuri Uchoa Cunha
  • Rafael Rodolfo de Melo

DOI:

https://doi.org/10.55592/CFB.2022.8717130

Resumo

Para o presente trabalho foram selecionadas cinco espécies florestais nativas de ampla ocorrência no bioma Caatinga. Para cada espécie, foram colhidas três árvores, com máxima uniformidade e retirados cinco discos com ao longo do fuste. As árvores foram medidas quanto ao seu DAP e DNB. Foram mensuradas também a altura total e a comercial. Com as medidas dos diâmetros dos discos provenientes da base e topo, e do comprimento da tora, foi calculado o volume individual de cada árvore, pela fórmula de Smalian. A Jurema de embira apresentou os menores valores para as variáveis dendrométricas, bem como obteve o menor valor referente à produção do volume de madeira em m3, seguida do Sabiá.

Downloads

Publicado

2022-11-09

Como Citar

Oliveira, R., Karla Vieira da Silva, A., Gomes Batista, F., Ellen Chagas dos Santos, M., Alice Galdino de Souza, J., Jorge Costa, L., Iuri Uchoa Cunha, F., & Rodolfo de Melo, R. (2022). CARACTERIZAÇÃO DENDROMÉTRICA DE CINCO ESPÉCIES FLORESTAIS NATIVAS DA CAATINGA. 9° ongresso lorestal rasileiro, 1(1), 260–264. https://doi.org/10.55592/CFB.2022.8717130

Edição

Seção

Trabalhos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Loading...