DESINFESTAÇÃO DE DIÁSPOROS DE GONÇALO ALVES (Astronium fraxinifolium Schott) NO DE ESTABELECIMENTO IN VITRO

DESINFESTAÇÃO DE DIÁSPOROS DE GONÇALO ALVES (Astronium fraxinifolium Schott) NO DE ESTABELECIMENTO IN VITRO

Autores

  • Nayara Souza
  • Nicole Vieira Jorge
  • Glenda Araújo de Souza Honorato
  • Leonardo Máximo Silva
  • Ariane da Silva Nogueira
  • Leandro Silva de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.55592/CFB.2022.7980671

Resumo

Astronium fraxinifolium Schott é uma árvore nativa com potencial de uso na recuperação ambiental. Porém, sofre risco de extinção. Nesse caso, a micropropagação mostra-se como uma alternativa, possibilitando a conservação e uso sustentável da espécie, sendo a contaminação in vitro um problema a ser enfrentado. O objetivo foi estabelecer um protocolo de desinfestação in vitro de diásporos de A. fraxinifolium. Foram testados 5 tempos de exposição (30, 45, 60, 75 e 90 min) em hipoclorito de sódio a 2,5% de cloro ativo. Avaliou-se o percentual de contaminação fúngica e bacteriana e de explantes oxidados. Os resultados permitiram concluir que maior eficiência na desinfestação é obtida com a exposição em hipoclorito por tempo superior a 30 min.

Downloads

Publicado

2022-11-09

Como Citar

Souza, N., Vieira Jorge, N., Araújo de Souza Honorato, G., Máximo Silva, L., da Silva Nogueira, A., & Silva de Oliveira, L. (2022). DESINFESTAÇÃO DE DIÁSPOROS DE GONÇALO ALVES (Astronium fraxinifolium Schott) NO DE ESTABELECIMENTO IN VITRO. 9° ongresso lorestal rasileiro, 1(1), 286. https://doi.org/10.55592/CFB.2022.7980671

Edição

Seção

Trabalhos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Loading...