INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO NO FATOR DE EXPANSÃO DA BIOMASSA DO BAMBU-GIGANTE (Dendrocalamus asper (Schult f.) Backer ex Heyne.)

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO NO FATOR DE EXPANSÃO DA BIOMASSA DO BAMBU-GIGANTE (Dendrocalamus asper (Schult f.) Backer ex Heyne.)

Autores

  • VITORIA BETIM
  • Edgar de Souza Vismara
  • Eleandro José Brun

DOI:

https://doi.org/10.55592/CFB.2022.2890823

Resumo

O Bambu-gigante (Dendrocalamus asper) é uma gramínea com grande potencial de crescimento, ocupação de área e sequestro de carbono. Devido ao seu tipo de propagação (touceiras), este possui renovação cíclica e dessa forma dispensa replantio. Ainda que nacionalmente o bambu não seja de utilização comum para produção, nota-se o potencial da espécie para diversos fins produtivos. De modo que se sublinha a importância de estudos que investiguem as propriedades fisiológicas do bambu, como seu potencial de crescimento e desenvolvimento, necessidades climáticas e fisiológicas, influência de adubação entre outros fatores. Diante disso, essa pesquisa tem por objetivo geral, verificar se adubação em diferentes doses de nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K) podem influenciar na relação entre a biomassa de vara e de copa do bambu, e ainda se existe variação específica nesta relação de acordo com o nutriente e a dose aplicados. A pesquisa foi realizada na estação experimental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, no município de Dois Vizinhos num plantio de Dendrocalamus asper, com área de 1,6 ha, com 240 indivíduos (70 m² por planta). O experimento contou com cinco doses de N, P e K, organizadas em quatro blocos de cinco linhas e quatro plantas. Os dados de biomassa de copa e de vara foram obtidos pelo método gravimétrico, com a extração de um indivíduo representativo por touça, de modo a se calcular o fator de expansão da biomassa (FEB) para cada um desses indivíduos. O FEB é definido como sendo a relação entre biomassa total (vara + copa) e a biomassa de vara apenas, sendo que quanto maior seu valor maior a proporção de massa de copa em relação a biomassa de vara de um mesmo indivíduo. Após a coleta, os dados foram submetidos à análise de variância e teste de comparação de médias de Scott Knott utilizando o software R. Os resultados mostraram que houve efeito significativo do tipo de nutriente no fator de expansão de biomassa, porém sem efeito de dose. Notou-se que as plantas adubadas com N e K apresentaram menor média do fator de expansão de biomassa (1,3520 e 1,3087, respectivamente) que as adubadas com P (1,4381). Conclui-se, portanto, que a adubação com N e com K favorecem mais a alocação de recursos da planta na formação de biomassa de vara do que de copa, enquanto que o P tende a promover uma maior produção de biomassa de copa. Sendo assim, como a maior porção da biomassa se encontra na vara e por este ser o compartimento de maior interesse comercial, ressalta-se a importância de não negligenciar a aplicação de N e K nos plantios com esta espécie.

Downloads

Publicado

2022-11-09

Como Citar

BETIM, V., de Souza Vismara, E., & José Brun, E. (2022). INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO NO FATOR DE EXPANSÃO DA BIOMASSA DO BAMBU-GIGANTE (Dendrocalamus asper (Schult f.) Backer ex Heyne.). 9° ongresso lorestal rasileiro, 1(1), 381. https://doi.org/10.55592/CFB.2022.2890823

Edição

Seção

Trabalhos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >> 
Loading...